Nebulosidade variável com chuva ocasional em parte da semana.

Nesse início de semana teremos dois sistemas jogando umidade em direção ao litoral. Um anticiclone sobre o oceano na Argentina, e um ciclone se deslocando da região sudeste em direção ao sul. Esse ciclone atuará em toda semana. Dependendo do modelo meteorológico se deslocará mais ou menos próximo da costa, trazendo chuva para a área oceânica, bem como sobre o litoral de forma ocasional. Ventos fortes, especialmente sobre oceano. Agitação marinha com ondas próximo da costa entre 1,5 e 3 metros, e mais afastado da costa entre 2,5 e 6 metros no decorrer da semana. Condições favoráveis de ressaca em algumas praias da região. Tendência de subida das ondas em nossas praias. Dependendo do pico teremos ondas de 1,5 a 2,5 metros na semana. O mar permanece agitado no mínima até sábado. Vamos acompanhar esse ciclone durante a semana para definir se será uma depressão subtropical/tropical ou um ciclone subtropical/tropical.

Observe a imagem de satélite dessa noite nuvens esparsas sobre o litoral, e áreas de instabilidades sobre o oceano (colorido).

De segunda até quinta-feira teremos intensa variação na nebulosidade com chuva ocasional. Algo parecido com esse domingo, onde tivemos alternância entre momentos de muitas nuvens, sol e pancadas de chuva. Na sexta-feira e sábado, períodos de sol com alguma chance de chuvisco bem isolado. No domingo, pancadas de chuva a partir da tarde.

Será uma semana mais fresca. As temperaturas mínimas ficarão entre 15/17°C e as máximas entre 25/28°C.

O vento predominante em grande parte da semana será das direções sul e sudeste. Intensidade entre calmaria e vento suave até quarta-feira, depois a intensidade diminui. Rajadas mais fortes para essa segunda e terça-feira.

Em nossas praias ondas variando entre sudeste e leste. Tendência de subida a partir de amanhã a tarde. Dependendo do pico ondas entre 1,5 e 2,5 metros durante a semana. Não se descarta uma ou outra série maior. Tendência de baixa a partir de domingo.

Fora da costa agitação marinha a partir de amanhã a tarde. Ondas entre 2 e 6 metros se afastando da costa. Restrição na navegação para embarcações de pequeno porte. Condições de mar moderado a muito grosso em Charlie e Bravo no mínimo até sexta-feira. Condições de ressaca na costa.

Chuva no fim de semana.

Amanhã uma frente fria se deslocará pelo estado trazendo chuva no fim de semana. No sábado teremos muitas nuvens com chuva e chance de trovoada isolada. No domingo alguns períodos de sol com chuva a qualquer momento. A próxima semana será de pouca chuva, concentrada em parte de segunda-feira e para o fim de semana.

Temperaturas amenas entre 17/27°C. Para a próxima semana terá um friozinho na madrugada e início do dia com mínimas entre 15/17°C e as máximas inferiores a 28°C.

Ventos variáveis nesse fim de semana. Intensidade entre calmaria e vento suave. No sábado será mais tranquilo, e no domingo com vento mais intenso. Rajadas mais fortes no domingo, segunda e terça-feira (até 45 km/h).

Ondas variando entre sudeste e leste com meio metro. Para a próxima semana tendência de subida gradativa a partir de terça-feira, chegando a 2 metros em alguns picos.

Observe a imagem de satélite dessa manhã muitas nuvens entre o litoral central, norte e planalto. Também no oeste catarinense.

Temperaturas mais amenas nessa semana.

Hoje temos uma frente fria se deslocando em direção a região sudeste. Logo em seguida uma massa de ar polar entrará no estado, e seu núcleo se deslocará em direção ao oceano, facilitando a circulação marítima. Somente no fim de semana teremos áreas de instabilidade atuando sobre o estado. Com essas condições será uma semana de muita variação na nebulosidade, chuva isolada até sexta-feira, e temperaturas abaixo dos 27°C. Agitação marinha por causa de um ciclone extratropical (núcleo da frente fria), especialmente na costa gaúcha e sul catarinense.

Observe a imagem de satélite muitas nuvens entre o litoral sul e norte de Santa Catarina.

Entre essa segunda-feira e domingo teremos sempre a presença das nuvens. O sol aparecerá em maior ou menor grau. Quarta-feira e sábado serão os dias mais nublados. Chance de chuva fraca bem isolada até sexta-feira. Para sábado e domingo chuva ocasional.

As temperaturas mínimas ficarão entre 16/19°C e as máximas entre 25/27°C. No domingo chegará aos 29°C.

Ventos variáveis para semana. Entre segunda e quarta-feira das direções sudoeste e sudeste. Para quinta e sexta-feira das direções de leste e nordeste. No fim de semana entre nordeste, noroeste e sudoeste. A intensidade na maioria dos dias ficará entre calmaria e brisa leve. Rajadas mais fortes para essa segunda-feira e domingo (até 45 km/h).

Em nossas praias ondas variando entre sudeste e leste. Tendência de subida a partir dessa segunda-feira a tarde com séries de até 1,5 metros dependendo da praia. Tendência de baixa a partir de quinta-feira com meio metro para sexta-feira e sábado. No domingo ondas de até 1 metro dependendo do pico.

Fora da costa agitação marinha dessa segunda até quarta-feira quando começará a baixar. Ondas entre 2 e 4 metros em direção ao alto mar. Restrição para embarcações de pequeno porte. Rajadas fortes de até 70 km/h próxima da costa para hoje.

Chuva bem isolada no fim de semana.

Em boa parte da semana estivemos sob a influência da circulação marítima. Somente no domingo passará uma nova frente fria pela região. Depois, circulação marítima em boa parte da próxima semana. Assim com exceção do sábado, que será mais ensolarado, nos próximos dias teremos sempre a presença das nuvens, aberturas de sol e chuva fraca bem isolada. Chuva a partir da próxima quinta-feira. Observe a imagem de satélite desse início de manhã muitas nuvens entre o planalto e o litoral centro-norte por causa da circulação marítima, e fortes áreas de instabilidade entre a Argentina e o Uruguai.

Sexta-feira de aberturas de sol com chuva bem isolada. O sábado será mais ensolarado com chance de chuvisco na madrugada e noite. Domingo de aberturas de sol e chuvisco isolado à noite. A próxima semana será de muitas nuvens, aberturas de sol e chuva fraca bem isolada. Somente a partir de quinta-feira chuva ocasional.

Faz calor nesse fim de semana. As temperaturas mínimas ficarão entre 18/20°C e as máximas entre 28/33°C. Para a próxima semana temperaturas mais amenas até quarta-feira, entre 17/24°C.

Ventos de nordeste e noroeste. No domingo à noite gira para sudoeste por causa da passagem da frente fria. Intensidade entre calmaria e brisa leve. Rajadas médias inferiores a 25 km/h. Na segunda-feira rajadas mais fortes de até 45 km/h.

Em nossas praias predomínio das ondas de leste. O tamanho ficará em meio metro, com algumas séries de até 1 metro conforme o pico.

Fora da costa sem agitação marinha com ondas de até 2 metros.

Semana sob influência da circulação marítima.

Essa semana estaremos sob a influência da circulação marítima. Assim muita umidade sobre o litoral, grande variação na cobertura de nuvens com chuva diária. No domingo uma nova frente fria passará por Santa Catarina. Observe a imagem de satélite desse início de manhã muitas nuvens na divisa com o Paraná, e entre o planalto e o litoral.

Segunda-feira começa com sol, a nebulosidade aumentará aos poucos com condição de chuva isolada a partir da tarde. Terça-feira de muitas nuvens com chuva e trovoada isolada. Na quarta, quinta e sexta-feira teremos sol acompanhado das nuvens com chuva ocasional. Sábado ensolarado com pancadas de chuva e trovoada ao final da tarde e noite. Domingo de muitas nuvens com chuva.

Temperaturas mais amenas em parte da semana, e esquentando no fim de semana. As temperaturas mínimas ficarão entre 18/20°C e as máximas entre 26/28°C. Na sexta e sábado as máximas ficarão entre 29/32°C.

Predomínio dos ventos vindos do mar entre segunda e sexta-feira com maior frequência da direção leste. Para sábado e domingo entre noroeste e sudoeste. Intensidade entre calmaria e vento suave. Rajadas médias inferiores a 30 km/h. No domingo pela passagem da frente fria rajadas fortes de até 50 km/h.

Em nossas praias ondas variando entre sudeste e leste. Tamanho de até um metro com tendência de leve subida a partir de quinta-feira dependendo do pico.

Fora da costa ondas entre 1,5 e 2,5 metros. Cautela na navegação para embarcações de pequeno porte.

Chuva isolada no feriadão.

Esse feriadão será influenciado por dois sistemas. Um anticiclone sobre o oceano, no sul da Argentina, e um ciclone, longe da costa, entre o Paraná e São Paulo. Os dois facilitarão os ventos mais úmidos do mar sobre o litoral, e assim, uma maior variação na nebulosidade com chance de chuva isolada. É esperado chuva significativa, entre 60 e 80 mm, para terça, quarta e quinta-feira da próxima semana.

Observe a imagem de satélite dessa manhã nuvens junto a costa catarinense por causa da circulação marítima.

Sexta-feira com bons períodos de sol, condições de chuva e até trovoada isolada à noite por causa do aquecimento diurno. Para sábado e domingo teremos sol, porém com maior presença das nuvens com chance de chuva isolada no decorrer do período.

As temperaturas mínimas ficarão entre 16/19°C e as máximas entre 27/29°C. Ventos com maior frequência das direções de sudeste e leste. Intensidade entre calmaria e brisa leve. Rajadas médias inferiores a 25 km/h.

Em nossas praias ondas variando entre sudeste e leste. Séries de até 1,5 metros dependendo do pico.

Fora da costa agitação marinha para hoje com tendência de baixa. Hoje ondas de sudeste entre 2 e 4 metros. Para amanhã ondas entre 2 e 3 metros, e no domingo ondas entre 1,5 e 2,5 metros. Restrição para embarcações de pequeno porte.

Semana de pouca chuva e um friozinho.

Hoje uma frente fria se desloca pelo estado com chuva e trovoada a partir da tarde. O núcleo dessa frente fria, um ciclone, se deslocará pelo oceano de forma vagarosa em direção ao sudeste. Pelo interior entrará uma massa de ar polar que baixará as temperaturas a partir de amanhã. Observe a imagem de satélite desse início do dia muitas nuvens sobre Santa Catarina.

Essa segunda-feira começa com sol, mas a partir da tarde condições de chuva e trovoada. Entre terça-feira e domingo o sol aparecerá, porém com momentos de maior ou menor nebulosidade. Condições de chuva na madrugada e início do dia de terça-feira. Nos demais dias chuva bem isolada, geralmente à noite pela elevação da temperatura durante o dia.

Semana de amplitude térmica. Friozinho na madrugada e início do dia, e calor a tarde. As temperaturas mínimas ficarão entre 15/18°C e as máximas entre 27/29°C. Hoje faz calor com máxima de até 32°C.

Predomínio dos ventos de sudoeste e sudeste. Intensidade variando entre calmaria até vento suave. Rajadas médias inferiores a 30 km/h.

Em nossas praias ondas variando entre leste e sudeste. Para essa segunda, terça e quarta-feira poucas ondas a meio metro. No decorrer de quarta tendência de subida em direção ao final de semana com séries de até 1,5 metros. Dependendo da praia algumas séries maiores.

Fora da costa agitação marinha a partir de amanhã. Pelo deslocamento do ciclone tendência de subida das ondas próximas da costa a partir de terça-feira a tarde, primeiro pelo Sul, chegando aqui na quarta-feira, e permanecendo no mínimo até sexta-feira com ondas entre 2,5 e 4 metros. Cautela na navegação e restrição para embarcações de pequeno porte.

Fim de semana com muita variação na nebulosidade e pancadas de chuva pelo calor.

Hoje temos um sistema de baixa pressão (ciclone) atuando sobre o oceano no Rio Grande do Sul. Ele se intensificará e formará uma frente fria que se deslocará pelo oceano. Logo em seguida outro sistema de baixa pressão se formará junto a costa gaúcha, se intensificará e formará uma nova frente fria. Na terça-feira ela passará por aqui, e depois entrará uma massa de ar polar baixando as temperaturas. Observe a imagem de satélite dessa manhã muitas nuvens entre o litoral e planalto central até o norte catarinense. Note as áreas de instabilidades no sul gaúcho e sobre o Uruguai.

Para essa sexta-feira, sábado e domingo o sol aparecerá, porém com muita variação na nebulosidade. Condição de pancadas de chuva na noite de sexta, na madrugada e noite de sábado e domingo. Chance de trovoada isolada para sábado e domingo. A próxima semana continuará na mesma forma. Chuva mais volumosa no domingo à noite e segunda-feira.

Faz calor nesse fim de semana. As temperaturas mínimas ficarão entre 20/22°C e as máximas entre 31/34°C. A partir de terça-feira teremos temperaturas mais baixas na madrugada e amanhecer com mínimas entre 15/17°C.

Ventos variáveis. Noroeste e nordeste para hoje. Amanhã começará com noroeste girando para sudoeste. No domingo entre sudoeste e oeste. Intensidade entre calmaria e brisa leve. Rajadas médias inferiores a 30 km/h.

Ondas entre sudeste e leste conforme a praia. O tamanho ficará entre poucas ondas (liso) até meio metro dependendo do pico. Para a próxima semana continuará assim. Tendência de aumento a partir da próxima quinta-feira.

Fora da costa sem agitação marinha com ondas entre 1 a 2 metros.

A importância do Dia Nacional de Conscientização sobre as Mudanças Climáticas¹

¹ Dia Nacional de Conscientização sobre as Mudanças Climáticas foi comemorado no dia 16 de março. Esse texto foi feito a pedido de um jornal da região.

Para entendermos o que se refere ao aquecimento global, primeiramente, e depois mudanças climáticas colocaremos duas posições e um pequeno histórico: O Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas (IPCC) entende que mudanças climáticas são “[…] a qualquer mudança no clima durante um período de tempo, independente se for uma variação natural ou o resultado de uma atividade humana”. (IPCC/ONU, 2007, p. 3). Ayoade em seu livro Climatologia para os trópicos coloca que “Os vários termos usados para descrever as variações no clima, a saber, a variabilidade climática, flutuações climáticas, tendências climáticas, ciclos climáticos e mudança climática referem-se a algumas escalas apropriadas de tempo e somente podem ser válidos quando usados dentro de tais escalas temporais”. (AYOADE, 1988, p. 206). Posto isso, a temática de mudanças climáticas se sobressaiu a discussão de climatologistas e meteorologistas, tornando-se de interesse público, econômico e político. Essa discussão toma forma com a criação do Fórum mundial para Mudanças Climáticas em 1988 pela Organização Mundial de Meteorologia/Organização das Nações Unidas (OMM/ONU). Consegue mais força e abre mais o leque com a ECO 92 no Rio de Janeiro em 1992. Depois com a criação da Conferência da ONU sobre Mudanças Climática (COP). Sendo a primeira, COP 1, realizada em Berlim de 1995. Na COP 3, em Kioto, Japão (1997) foi assinado por diversos países, no qual o Brasil também foi signatário, o compromisso de redução das emissões. Depois a Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+10 ou Cúpula da Terra II) em Joahnesburgo, África do Sul, em 2002. A COP 21 realizada em Paris, França, em 2015 teve como objetivo firmar compromissos ambiciosos em relação a redução das emissões, desmatamento, crédito de carbono, entre outros. Contudo, apesar da boa vontade política de alguns atores, especialmente a Europa, houve poucos avanços, e isso vem ocorrendo a cada COP. A próxima será a COP 26 em novembro, em Glasgow, Escócia. Toda essa discussão se dá pela possibilidade de mudanças climáticas mais drásticas em futuro próximo, com sérios riscos a preservação da vida, da economia e de governos. Os riscos são os mais variados, como mudanças dos climas, afetando a produção de alimentos, desastres naturais, perdas ou transformações de biomas etc. Na última década observamos um aumento nas temperaturas do nosso planeta. Boa parte dos cientistas já afirmam que se trata das mudanças climáticas. Com esse aumento da temperatura já observamos chuvas mais fortes, mais concentradas, com tempo severo associado (tempestades). Além disso temos secas mais persistentes, fora da época, que traz um estresse grande para a produção da alimentos (agricultura, pecuária etc.), bem como, a alguns biomas com queimadas, entre outras. O aumento da temperatura também aumenta o número de pragas, como dengue, febre amarela, para citar somente algumas. Qual a solução? Não tem resposta fácil. A solução passa por várias mudanças de postura da sociedade, modos de produção, consumo, políticas multilaterais internacionais, compensação, e mais um grande rol de ações. O importante é começar com pequenas coisas. Recicle, consuma menos, se puder ir a pé, vá. Apoie e incentive a conservação de remanescentes florestais. Procure conhecer e preferir produtos que sejam fabricados de forma mais sustentável. Apoie agendas políticas para um desenvolvimento mais sustentável. Pense no futuro, no futuro das novas gerações, seus filhos, netos. Se sensibilize, vale a pena! Afinal, e por enquanto, esse planeta, é o único lar que temos.

Semana de muitas nuvens.

Uma frente fria passou por nossa região nesse fim de semana. Para os próximos dias estaremos sob a influência da circulação marítima, e assim muita variação na cobertura de nuvens. No sábado uma nova frente fria se deslocará em direção ao nosso estado. Observe a imagem de satélite muitas nuvens sobre Santa Catarina, principalmente no litoral.

Segunda, terça e quarta-feira com condições de chuva mais significativa. Para quinta e sexta-feira chuva isolada. Para o fim de semana pancadas de chuva, especialmente ao final da tarde e noite. Teremos alguns períodos de sol, intercalando com céu encoberto entre terça-feira e domingo. Chance de trovoada isolada entre segunda e quarta-feira, e no domingo.

Calor com sensação de abafamento para essa semana. As temperaturas mínimas ficarão entre 21/23°C e as máximas entre 29/34°C. Maior calor no fim de semana.

Ventos variáveis com maior frequência da direção sudeste. A intensidade ficará entre calmaria e brisa leve. Rajadas mais fortes para essa segunda-feira e domingo.

Em nossas praias ondas entre sudeste e leste conforme a praia com tamanho inferior a meio metro. Alguma chance de uma ou outra séria maior que meio metro.

Sem agitação marinha fora da costa com ondas entre 1 a 2 metros.