O tempo para os próximos dias.

Observe a imagem de satélite desse início de manhã muita nebulosidade entre o planalto e o litoral devido a circulação marítima. Para os próximos dias teremos de um lado circulação marítima, e de outro, áreas de instabilidade avançando pelo interior. Essa condição nos trará muita variação na nebulosidade com chuva fraca diária, principalmente na madrugada e noite. O sol aparecerá nos próximos dias, mas sempre acompanhado das nuvens.

Imagem do satélite GOES 16/NOAA/EUA – Canal do Visível – dia 27/12/2018 – Hora local: 06:45 – Sul do Brasil. Fonte: RAMSDIS Online – Central and South America and the Caribbean, Cooperative Institute for Research in the Atmospere, Colorado State University, EUA, modificado por LabClima/UNIVALI.

As temperaturas aumentarão. As mínimas ficarão entre 20/23°C e as máximas entre 27/32°C. O vento predominante será de nordeste com rajadas médias inferiores a 30 km/h.

Em nossas praias ondas de nordeste para hoje e parte de amanhã, depois mudará para leste. O tamanho ficará entorno de meio metro. Em alguns momentos e praias ora menor, ora maior.

O tempo para última semana do ano.

Nesse início de semana encontramos áreas de instabilidade sobre o sudeste e circulação marítima atuando no sul. Assim teremos a presença constante de nuvens com chuva ocasional fraca até quarta-feira. Depois o tempo estabiliza com bons períodos de sol e pouca chuva. De um lado é bom para aqueles que já aproveitam as férias, por outro, tenciona a produção de água novamente. Observe a imagem de satélite dessa manhã nebulosidade presente entre o planalto e o litoral, bem como, junto a divisa com o Paraná.


Imagem do satélite GOES 16/NOAA/EUA – Canal do Visível – dia 24/12/2018 – Hora local: 10:00 – Sul do Brasil. Fonte: RAMSDIS Online – Central and South America and the Caribbean, Cooperative Institute for Research in the Atmospere, Colorado State University, EUA, modificado por LabClima/UNIVALI.

Para essa segunda, terça e quarta-feira teremos a presença das nuvens com aberturas de sol e condições de chuva fraca a qualquer momento. Depois o sol aparecerá com mais vigor. Chance de chuva isolada no sábado e ocasional no domingo. Para a virada, por enquanto, muitas nuvens e chuva bem isolada.

As temperaturas mínimas ficarão entre 20/23°C e as máximas entre 26/30°C. O calor será mais para o fim da semana. Ventos de sudeste para hoje. Amanhã gira para leste e depois ficarão entre noroeste e nordeste com intensidade fraca. Rajadas mais fortes para hoje e depois inferiores a 30 km/h.

Em nossas praias ondas de leste até quarta-feira, depois entra ondulação mais para nordeste ficando assim até o fim de semana. O tamanho médio ficará entorno de meio metro ou menor.

O verão começa hoje com pancadas de chuva e trovoada.

Primeiro o tempo para o fim de semana e natal. Hoje áreas de instabilidade vindas pelo interior formarão um sistema de baixa pressão. Esse sistema se intensificará e formará uma nova frente fria sobre o oceano na madrugada desse sábado. Assim essa sexta-feira terá sol acompanhado de nuvens com pancadas de chuva e trovoada a partir do final da tarde. Essa condição se repetirá no sábado. Para esses dois dias espera-se volumes maiores, que somados com as chuvas de quarta e quinta-feira, amenizará a estiagem ao menos para as festas de fim de ano. Para domingo, segunda e terça-feira teremos muitas nuvens, algumas aberturas de sol e chuva fraca ocasional. Faz calor hoje e amanhã com máximas de até 34°C. A partir de domingo o calor dará uma trégua. Teremos mínimas entre 19/22°C e máximas entre 24/26°C. Em nossas praias ondas de leste com até meio metro. Observe a imagem de satélite desse início de manhã fortes áreas de instabilidade sobre o Rio Grande do Sul.

Imagem do satélite GOES 16/NOAA/EUA – Canal do Visível – dia 21/12/2018 – Hora local: 07:00 – Sul do Brasil. Fonte: RAMSDIS Online – Central and South America and the Caribbean, Cooperative Institute for Research in the Atmospere, Colorado State University, EUA, modificado por LabClima/UNIVALI.

O verão 2018/2019.

O verão astronômico começa hoje às 20 horas e 23 minutos, ou seja, nosso solstício de verão onde estaremos mais inclinados ao sol, e assim teremos o dia mais longo do ano. O verão climatológico já começou com o mês de dezembro e sobre a influência de El Niño fraco. O mesmo ficará conosco no mínimo até abril, ou seja, até o outono (figuras 1 e 2). Lembrando que o El Niño é um fenômeno oceano-atmosférico caracterizado pelo aquecimento anormal do Oceano Pacífico Tropical.

Figura 1: Modelo de probabilidade de El Niño – IRI ENSO. Fonte: International Research Institute for Climate and Society – Earth Institute – Columbia University – EUA.
Figura 2: Temperatura da superfície do mar. Fonte: International Research Institute for Climate and Society – Earth Institute – Columbia University – EUA.

O verão é caracterizado pelas altas temperaturas e pelos maiores volumes de chuva.

A média das temperaturas mínimas é de 21°C, 21°C e 20°C para o trimestre (janeiro, fevereiro e março). Já a média das máximas é de 30°C, 30°C e 29°C respectivamente. Usamos a média porque demonstra o comportamento médio esperado das temperaturas. Por exemplo: a média para dezembro é de 28°C e nos últimos dias a temperatura está sempre acima dos 30°C, ou seja, está mais quente do que o esperado. Os modelos indicam para essa estação temperaturas na média, um pouco acima da média.

Já para as chuvas a média histórica para o trimestre é de 223, 187 e 182 mm. Os modelos nacionais e internacionais sem consenso indicam comportamento distintos. Os institutos nacionais indicam chuvas na média ou levemente acima, em boa parte da região sul e inclusive na parte leste, onde estamos inseridos. Alguns modelos internacionais indicam volumes distintos para áreas distintas. Colocam chuva acima da média histórica para áreas no Rio Grande do Sul e parte do oeste catarinense. Para nossa região dentro da média para janeiro e fevereiro, e acima da média para março. Vamos acompanhado.

Encerrando a chuva mais característica para a estação são as convectivas, ou seja, pancadas de verão, que dependendo das condições são acompanhadas de trovoada e ventos mais fortes. Também vale lembrar que pela nossa posição geográfica é comum a passagem de frentes frias. Em Itajaí temos registrado temperatura de 12°C em janeiro. A máxima recorde foi de 38,4°C em dezembro. Finalizando as características mais gerais do El Niño para nossa região é maior calor e mais chuva, assim poderemos ter um verão assim. Bom verão a todos.

Semana de calor, pancadas de chuva e trovoada.

Uma frente fria se desloca em direção ao estado. Para o resto da semana teremos áreas de instabilidade vindas do interior e para o fim de semana uma nova frente fria. Assim será uma semana de sensação de abafamento com chuva diária. Observe a imagem de satélite desse início de manhã nebulosidade concentrada junto ao litoral.

Imagem do satélite GOES 16/NOAA/EUA – Canal do Visível – dia 17/12/2018 – Hora local: 07:30 – Sul do Brasil. Fonte: RAMSDIS Online – Central and South America and the Caribbean, Cooperative Institute for Research in the Atmospere, Colorado State University, EUA, modificado por LabClima/UNIVALI.

Dessa segunda-feira até o domingo teremos sol com muita variação na nebulosidade. Pancadas de chuva com trovoada diária por causa do calor.

A perspectiva de chuva para essa semana não é de valores significativos, ou seja, volumes menores que 35 mm, que é pouco. Assim é necessário o continuo cuidado de economizar água.

As temperaturas mínimas ficarão entre 22/24°C e as máximas entre 29/34°C. Predomínio do vento nordeste até sexta-feira e para o fim de semana de sudeste. Rajadas médias inferiores a 30 km/h.

Em nossas praias ondas de leste com alguma variação para nordeste. O tamanho ficará entorno de meio metro, ora um pouco acima, ora um pouco abaixo.

Pancadas de chuva e calor para o fim de semana.

Observe a imagem de satélite desse início de manhã nebulosidade junto ao litoral e fortes áreas de instabilidade entre o Uruguai e o Rio Grande do Sul. É uma nova frente fria que se deslocará em direção ao estado no sábado. Na próxima terça-feira outra frente fria passará por nossa região.

Imagem do satélite GOES 16/NOAA/EUA – Canal do Infravermelho + realce – dia – 14/12/2018 – Hora local: 06:30 – Sul do Brasil. Fonte: RAMSDIS Online – Central and South America and the Caribbean, Cooperative Institute for Research in the Atmosphere, Colorado State University, EUA, modificado por LabClima/UNIVALI.

Essa sexta-feira começou com nuvens e chuva isolada, mas o sol aparecerá. Condições de pancadas de chuva e trovoada isolada à noite. O sábado terá bons períodos de sol pela manhã. A tarde a nebulosidade aumentará com condições de pancadas de chuva e trovoada. O domingo será de sol entre nuvens. Alguma chance de chuva rápida isolada.

O calor continuará com mínimas entre 21/23°C e as máximas entre 29/33°C. Vento de noroeste e nordeste para hoje e sábado. No domingo entre sudeste e leste. Rajadas inferiores a 30 km/h.

Em nossas praias ondas de leste com alguma variação para nordeste. O tamanho ficará em torno de meio metro. Dependendo da praia e horário um pouco maior ou menor.

A próxima semana terá pancadas de chuva diárias e em maiores volumes. Entre segunda à noite e madrugada de terça-feira maiores volumes estão previstos. Previsão também de chuva mais consistente para o próximo final de semana. Os modelos indicam, sem consenso, para os próximos dez dias algo entorno de 70 mm (principalmente o americano). Torcemos para isso para recuperar nossos mananciais.

Calor e pancadas de chuva para os próximos dias.

Ontem passou uma frente fria que trouxe trovoada e chuva mal distribuída em algumas cidades da região. Em Itajaí ocorreu vento forte às 21 horas com 41 km/h e pancada de chuva isolada nesse início de manhã (região da avenida Contorno Sul, Itamirim, Ressacada). Em Ilhota choveu em torno de 12 mm na passagem da frente. No sábado nova frente fria se deslocará pela região associada a áreas de instabilidade. Observe a imagem de satélite desse início de dia nebulosidade esparsa no estado.

Imagem do satélite GOES 16/NOAA/EUA – Canal do Visível – dia 13/12/2018 – Hora local: 06:45 – Sul do Brasil. Fonte: RAMSDIS Online – Central and South America and the Caribbean, Cooperative Institute for Research in the Atmosphere, Colorado State University, EUA, modificado por LabClima/UNIVALI.

Para hoje e amanhã teremos sol com variação na cobertura de nuvens. Condições de pancadas rápidas de chuva, principalmente na madrugada, final de tarde/noite. Reflexo do calor, já que o mesmo continuará. Ontem em Itajaí a máxima chegou aos 33,9°C às 14 horas. No sábado condições de pancadas de chuva e trovoada no final da tarde ou noite pela passagem do sistema frontal. Para o domingo chuva isolada e bons períodos de sol.

Para a próxima semana não mudará as condições de tempo. A previsão é de pancadas de chuva diária, mas em maior volume, que talvez ajude nessa estiagem. O maior volume ainda é esperado para terça-feira.

As temperaturas mínimas ficarão entre 21/23°C e as máximas entre 28/34°C. Ventos variáveis com rajadas inferiores a 35 km/h.

Em nossas praias ondas de leste com alguma variação para nordeste com até meio metro.

Frente fria avança pela região sul. O calor continuará. E a chuva?

Observe imagem de satélite dessa manhã o avanço de uma frente fria pela região sul do país. No sábado nova frente fria se deslocará em direção ao estado associada a áreas de instabilidade.

Condições de pancadas de chuva com trovoada isolada a partir do final da tarde de hoje. Para amanhã e sexta-feira sol com variação na cobertura de nuvens e pancadas de chuva rápidas devido ao calor. No sábado chance de pancadas de chuva com trovoada ao final da tarde/noite. No domingo teremos sol com pancadas de chuva, especialmente à noite com trovoada.

O calor continuará com máximas entre 28/33°C. Em nossas praias ondas de leste com alguma variação para nordeste com meio metro.

Imagem do satélite GOES 16/NOAA/EUA – Canal do Visível – dia 12/12/2018 – Hora local: 10:30 – Sul do Brasil.  Fonte: RAMSDIS Online – Central and South America and the Caribbean, Cooperative Institute for Research in the Atmospere, Colorado State University, EUA, modificado por LabClima/UNIVALI.

E a chuva?

Estamos com chuva abaixo da média histórica desde abril do corrente ano (dados da estação meteorológica do INMET situada no bairro Itaipava em Itajaí). Alguns meses bem abaixo como abril (25% do esperado) e julho (15%). Outros próximos como outubro (97% do esperado) e novembro (72%). Nesse mês de dezembro, por enquanto, somente 3,5% do esperado. Os atuais modelos, mas sem consenso, apontam para uma recuperação nos próximos 10 dias. Alguns indicam até 60 mm, outros menos, entorno de 20 mm. Os maiores volumes são aguardados entre segunda e terça-feira, depois somente pancadas de chuva rápidas. Dá uma pequena folga, mas não resolve muito, porque continuaremos com calor, e assim, maior evaporação nos mananciais e consumo da população. Vamos observando, enquanto isso, devemos economizar.