Nosso inverno de 2018.

O inverno astronômico começará amanhã (21) às 7 horas e 7 minutos e terminará no dia 22 de setembro. O inverno astronômico está ligado ao solstício de inverno, onde teremos a noite mais longa do ano, por receber menor quantidade de radiação. O inverno climatológico começou com o mês de junho.

O nosso outono não foi influenciado nem por La Niña como pelo El Niño, ou seja, estávamos sob neutralidade climatológica. A mesma prevalecerá até o final do inverno, quando a tendência é irmos para as condições de El Niño, mas por enquanto com intensidade fraca. A neutralidade traz uma maior variação para nosso clima. Observe a figura abaixo com o prognóstico do El Niño/La Niña para os próximos meses.

Fonte: International Research Institute for Climate and Society, Earth Institute, Columbia University, USA.

Qual comportamento esperado? Os principais modelos apresentam algumas diferenças. Para a temperatura apontam que a mesma ficará dentro da normalidade ou levemente acima, algo não superior a 1°C. Para a precipitação dentro da normalidade ou levemente acima para agosto e em menor escala para setembro.

Nosso outono já foi com pouco chuva. Somente o mês de março choveu mais que a média histórica. Os meses de abril, maio e até agora junho, com chuvas na metade do que era esperado.

O inverno historicamente é a estação de menor precipitação no sul do Brasil e também em nossa região. A média histórica é de 120 mm para julho, 92 mm para agosto e 145 mm para setembro em Itajaí.

Vamos pensar em temperatura. O comportamento mais próximo do dia a dia é a média das mínimas e máximas. Assim a média das mínimas para o trimestre de julho, agosto e setembro é respectivamente de 12, 13 e 14,4°C. Já as máximas são 21, 22 e 22,4°C.

Um exemplo: a média das mínimas esperadas em junho é de 12,9°C e a máxima de 21,9°C. Hoje tivemos mínima de 15,3 e máxima de 23,4°C, ou seja, foi um dia mais quente que o esperado.

No mês de agosto de 1991 ocorreu a menor mínima em Itajaí com 0,5°C negativo (recorde de frio). A máxima no inverno foi em agosto de 1993 com 36°C (recorde de calor para o inverno).

No inverno temos um maior número de passagens de frentes frias. Temos uma nessa sexta-feira e outra no domingo. A de sexta-feira pouco alterará o tempo bom, mas a de domingo trará chuva. Também aumenta as condições de nevoeiros mais densos, bem como ciclones extratropicais que trazem reflexos em nossa costa.

Finalizando o inverno começara com tempo bom. O sol aparece com alguma variação na nebulosidade e nevoeiros isolados. A chuva chegará no domingo à tarde.

No mais aproveitem essa estação charmosa.

O inverno de 2017.

O inverno astronômico começará no dia 21 desse mês à 1h24min com o solstício de inverno, e nossa noite mais longa do ano. É nessa estação do ano, na zona temperada, onde está o estado, que recebemos menos energia do sol e por isso temos um maior resfriamento climático. Como características gerais o inverno é a estação onde temos a menor precipitação e também as menores temperaturas.

O inverno deste ano estará sob a influência da neutralidade (com viés de alta), portanto não teremos nem La Niña como El Niño (figura abaixo). Essa condição se manterá no mínimo até o mês de janeiro de 2018.

Fonte: International Research Institute for Climate and Society, Earth Institute, Columbia University, USA.

Os prognósticos para precipitação para o inverno, ou seja, o trimestre de julho, agosto e setembro é de chuvas entre a média e acima da média histórica conforme os institutos nacionais, na forma de consenso. Já os modelos internacionais não mantêm consenso. Uma parte coloca que teremos chuva abaixo da média para o mês de julho e na média para agosto e setembro, e outra parte coloca chuva na média e abaixo da média para o trimestre. O boletim climático para o Rio Grande do Sul (DISME/INMET, CPPMet/UFPEL) que também abrange Santa Catarina coloca chuva dentro da média para o mês de julho e acima para o mês de agosto. As médias históricas para Itajaí são de 120 mm para julho, 92 mm para agosto e 145 mm para setembro.

Os prognósticos para temperatura colocam quase por consenso, para os modelos nacionais e internacionais, temperatura na média e acima da média histórica (normal climatológica). Para entender melhor as temperaturas para essa estação utilizamos a média das temperaturas máximas e mínimas. Para o mês de julho são 21/12°C, para agosto 22/13°C e para setembro 22,4/14,4°C. A temperatura mínima absoluta registrada em Itajaí foi em agosto de 1991 com 0,5°C negativo. Assim entendemos que o frio mais intenso estará associado a ondas de frio, ou seja, alguns dias de frio, como foi na semana passada e está previsto para essa semana.

Lembrando que nessa estação se intensificam as frentes frias, bem como a passagem de ciclones extratropicais.

Como será nosso inverno.

Na próxima segunda-feira às 19h34min. começará o inverno astronômico, com seu solstício de inverno, onde a duração da noite será maior que o dia. O inverno climatológico começou em junho.

Este inverno estará sob a influência do fenômeno La Niña, mas com intensidade fraca, e o mesmo permanecerá no mínimo até janeiro de 2017 (figura 1 – barras em azul). Este fenômeno apresenta como características gerais para a região centro sul do Brasil, diminuição das chuvas e das temperaturas.

Fonte: International Research Institute for Climate and Society - Earth Institute - Columbia University – EUA.
Fonte: International Research Institute for Climate and Society – Earth Institute – Columbia University – EUA.

Os modelos climatológicos internacionais e nacionais atuais apresentam algumas diferenças em relação ao que esperar em termos de precipitação e temperatura.

Os modelos nacionais atuais indicam para o trimestre julho, agosto e setembro chuvas na média e acima da média histórica e temperaturas dentro da média histórica. Alguns modelos nacionais específicos colocam chuva acima da média para julho e abaixo para o mês de agosto.

Os modelos internacionais indicam para o mesmo trimestre chuvas dentro da média histórica e temperaturas acima da média histórica.

O inverno para nossa região é a estação de menor precipitação e de menores temperaturas. Para Itajaí os totais de chuva para julho, agosto e setembro é de 118, 94 e 150 mm respectivamente. A média das temperaturas mínimas para estes meses são de 12, 13 e 14°C e das temperaturas máximas são de 21, 22 e 23°C. O vento de sudoeste predomina em julho e o nordeste em agosto e setembro.

O recorde de temperatura mínima absoluta para esta estação foi em agosto de 1991 com 0,5°C negativo. Já de temperatura máxima absoluta foi em agosto de 1993 com 36°C.

No inverno temos a intensificação dos sistemas frontais e também maior número de ciclone extratropicais.

Inverno sob influência do El Niño.

Hoje às 13h38min começará o inverno astronômico, ou seja, a passagem do equinócio de inverno no hemisfério sul com a noite mais longa do ano e as próximas também. O inverno climatológico já começou nesse mês de junho.

Esse inverno estará sob influência do El Niño que começou a se fortalecer no mês de Abril e continuará se fortalecendo até Dezembro, início do verão, conforme observamos na figura abaixo, com intensidade entre fraca a moderada.

Anomalias das Temperaturas da Superfície do Mar - Niño 3.4. Fonte: NWS/NCEP/CPC/NOAA/EUA.
Anomalias positivas das Temperaturas da Superfície do Mar – Niño 3.4. Fonte: NWS/NCEP/CPC/NOAA/EUA.

O El Niño de forma geral traz para o centro sul do país estações mais chuvosas e quentes.

Os principais modelos brasileiros do CPTEC/INPE e INMET/MAPA indicam para o trimestre de Julho/Agosto/Setembro chuva na média e acima da média histórica da região. Em relação as temperaturas ficarão acima da média histórica o que já vem ocorrendo nos últimos meses.

Para os modelos internacionais, principalmente o NCEP da NOAA (EUA) e o IRI da Universidade de Columbia (EUA) indicam também temperaturas acima da média histórica e chuva na média e acima de média histórica. O modelo da Universidade de Columbia coloca especialmente que a chuva ficará acima, mais próxima da média nos meses de Julho e Agosto, e a partir de Setembro 75% de chance de chuva acima da média histórica.

Para nossa região deveremos ter chuvas na média e acima da média histórica. Em Itajaí já vem chovendo acima da média histórica, mas de forma distribuída. No mês de Maio choveu 100% acima da média e nesse mês de Junho ultrapassamos em 7% acima da média com as chuvas do último dia 18. A média de chuvas para Itajaí é de 120 mm para Julho, 91 mm para Agosto e 142 mm para Setembro.

Quanto a temperatura deverá ser um inverno mais quente, mas com ondas de frio, ou seja, curtos períodos de frio mais intenso, como ocorreu nesse mês de Junho. No dia 16 tivemos a menor temperatura do ano com 5,5°C e depois no dia 19 com 7,6°C. A média das temperaturas mínimas para Itajaí no trimestre Julho/Agosto/Setembro é de 12, 13 e 14°C respectivamente. A média das temperaturas máximas para esse mesmo período é de 21, 22 e 23°C. A menor temperatura registrada em Itajaí foi em Agosto de 1991 com 0,5°C negativos e a maior temperatura registrada para o inverno foi em Agosto de 1993 com 36°C.

Finalizando como temos perspectivas de chuva acima da média histórica para os próximos meses é que os moradores de nossa região fiquem atentos aos avisos dos institutos meteorológicos, bem como das Defesas Civis Municipais.